Facada #1: Esse Buda sabe tudo

“Você falou com o Buda? Ele mandou algum recado pra mim?”, quis saber Selma, assim que me viu.
“Não, ainda não, vou encontrar com ele só em abril.”
“Ah, queria saber se ele tinha gostado da flor, queria saber se ele tinha me mandado alguma coisa…”

Buda é Jigme Khyentse Rinpoche.

2016-01-20 IMG_1444- CB Selma, Carlos Eduardo, Orlando - Sé

Um dia eu havia parado para escolher a flor mais bonita dentre as que Selma estava oferecendo na Praça da Sé. As flores eram todas feitas pelo seu marido com folhas de coqueiro, mas não tinham preço: “Você dá o que o seu coração mandar”. Pedi ajuda para a escolha: “Quero a mais bonita, é para uma pessoa muito especial, uma pessoa muito importante para mim. Ele é meu professor.” Selma, solícita, ajudou-me com cuidado, analisando uma por uma. Depois que eu já tinha em mãos a mais bela de todas as flores, meio que por impulso, fiz o convite: “Quer ver a foto dele?”

Ela ficou animada. Liguei meu celular e, instantaneamente, o Rinpoche apareceu na foto de capa. “Ah! Eu conheço ele. É Buda.”

Selma quis saber o nome dele, quis saber o que significava. “’Sem Medo’? Gostei! Pra viver aqui tem que ser ‘Sem Medo’ mesmo.” Achou graça. Mas também achou o nome inteiro muito difícil de falar: “Quente o quê? Chechê o quê?” E resolveu simplificar: “Ah, vai ser Buda mesmo. Ele é Buda e pronto.”

Desde então, todas as vezes que nos encontramos, conversamos sobre “o Buda”. Selma lhe manda recados, quer saber como ele está. “O Pai [seu marido] está tentando fazer o macaquinho de folha que você encomendou, que é pra você poder levar pro Buda. O macaquinho vai ficar bonito, e o Buda vai ficar feliz.”

Na última vez que nos vimos, semana passada, eu lhe disse: “Tenho aqui umas fotos da família do Buda, quer ver?” Selma ficou curiosa. Mostrei-lhe fotos de Tulku Pema Wangyal Rinpoche, seu irmão mais velho, e de Kangyur Rinpoche, seu pai, já falecido. Prometi mostrar, da próxima vez, fotos de seu outro irmão, Rangdrol Rinpoche, e de sua mãe, Ama-la. Selma ficou encantada com o que viu: “Que família bonita! Todos Budas!”

Contei-lhe que Tulku Rinpoche, em todo lugar que vai, cuida das pessoas que moram nas ruas. Ele cuida também dos animais. Sempre que ele pode, ele os salva da morte. Compra peixes que iriam parar na panela, e os solta nos mares e rios de onde vieram, para que possam nadar livremente. Compra minhocas que virariam isca para a pesca, e as liberta na terra fresca. Compra galinhas, porcos, ovelhas, vacas e bois que iriam parar no açougue, e os coloca em um sítio onde possam viver tranquilos e felizes. Todos da família têm esse coração maravilhoso, eles não maltratam nenhuma pessoa, eles não maltratam nenhum animal.

“Ah, então você faz que nem eles, porque já sei que você não come carne! E você trata a gente muito bem, nunca ninguém tratou a gente assim antes.”

“Eu estou aprendendo isso com eles. Eles são meus professores, e eu quero ser que nem eles. Eu aprendi que todas as pessoas, e todos os animais, assim como a gente, não gostam de sofrer. Ninguém gosta de sofrer. E todos, todas as pessoas, todos os bichos, até os feios e nojentos, todos querem ser felizes. Por exemplo: outro dia você tomou uma facada, não foi? Como você se sentiu?”
“Doeu demais. Foi horrível. Dói até hoje, estou até com medo de ir tirar os pontos. Já passou os 7 dias, não fui. Acho que vou esperar passar pelo menos 1 mês”.

“Pois então. A facada dói no seu peito e dói no meu peito, do mesmo jeito que dói no peito do peixe, do frango, do boi, do porco, no peito de qualquer bicho, ou de qualquer pessoa. Dói demais. Ninguém se sente feliz tomando uma facada, né?”

“Poxa, eu nunca tinha pensado desse jeito antes…”

Selma pareceu ter ficado um pouco triste, mas, de repente, abrindo um grande sorriso, concluiu o assunto: “Esse Buda sabe tudo!”

2016-01-20 IMG_1448- CB Selma, Carlos Eduardo, Orlando - Sé.jpg2016-01-20 IMG_1454- CB Selma, Carlos Eduardo, Orlando - Sé.jpg2016-01-20 15.47.29- CB Selma, Carlos Eduardo, Orlando - Sé.jpg

 

 

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Facada #1: Esse Buda sabe tudo

  1. Dulia disse:

    ohh tão bonito, comovente. Bjos budistas

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s